solventex

SINÔNIMO DE QUALIDADE E CONSCIÊNCIA COM O MEIO AMBIENTE

SOLVENTEX TINTAS É CERTIFICADA ISO 9001:2015

Como uma empresa que prima pelo comprometimento em atender com excelência, a Solventex Tintas é Certificada pelo Sistema de Gestão da Qualidade ISO 9001:2015, assegurando o padrão de qualidade dos produtos e serviços prestados.

A empresa tem como pilares a confiança, transparência, o comprometimento e a inovação. Dessa forma, sua gestão segue os princípios de melhoria contínua de seus processos de produção, além de atuar de forma preventiva em relação a poluição ambiental, atingindo os objetivos e metas estabelecidas.

manutenção

Dica de Pintura

Qual é a periodicidade para realizar a manutenção de pinturas em estruturas metálicas?

Segundo os especialistas da Solventex Tintas, a duração da pintura de uma estrutura metálica depende, entre outras coisas, da escolha correta da tinta – de acordo com os parâmetros do projeto –, das especificações utilizadas no tratamento da superfície e de normas técnicas pertinentes a cada caso.

Para manter a pintura, os especialistas recomendam inspeções visuais preventivas rotineiras. Durante essas vistorias, podem ser efetuadas operações simples de limpeza e manutenção da pintura. Além disso, deve-se levar em conta se a manutenção ocorrerá somente nos pontos de corrosão ou em toda a estrutura, já que esse fator impacta em sua durabilidade.

Mas quais são os motivos que levam a necessidade de reparos?

Os principais fatores que tornam os reparos necessários são os processos de degradação na pintura, que podem ser superficiais, como alterações de cor e brilho; ou estruturais, que comprometem a integridade da película de tinta e consequentemente, sua função protetora.  

Podemos citar como exemplo a corrosão precoce, que ocorre quando houve uma especificação inadequada da tinta. Neste caso, a manutenção imediata é fundamental para a durabilidade e/ou segurança da estrutura.

O uso do produto adequado para a pintura em estruturas metálicas é muito importante para que ela esteja sempre protegida contra o desgaste e tenha maior durabilidade. Para acertar em sua escolha é preciso levar em conta o ambiente e suas intempéries. Dessa forma, as estruturas ficam mais resistentes contra os elementos corrosivos, o metal tem maior duração e não há necessidade de manutenções frequentes.

1068x712

Sustentabilidade-

Reutilização dos contêineres de transporte como ação útil e sustentável

contênier

A Solventex disponibiliza várias linhas de produtos para a pintura e cuidado dos contêineres, sistemas que oferecem proteção anticorrosiva e alta resistência física, química e a intempéries, entre outras vantagens, possibilitando o uso desses materiais para vários fins e por muito tempo, como na arquitetura.

maior navio cargueiro do mundo, chamado Emma Maersk, tem capacidade para transportar cerca de 17 mil contêineres de uma só vez. Isso significa que, sozinho, esse cargueiro consegue fazer o mesmo trabalho que 17 mil caminhões carregados. Os contêineres armazenados nesse e em outros navios cargueiros são responsáveis por todo o comércio marítimo mundial e podem levar qualquer tipo de mercadoria, desde produtos com pouco valor agregado até cargas valiosas, uma vez que a segurança e a resistência são alguns de seus diferenciais.

Os contêineres marítimos são estruturas feitas em aço e que cumprem padrões estabelecidos pelas leis que regem o transporte marítimo. Esse material é escolhido justamente por sua durabilidade.

A vida útil de um contêiner marítimo é de 10 anos, de acordo com a legislação internacional. No entanto, são estruturas com grande durabilidade e resistência, que podem ser reutilizadas em diversas outras áreas. Por isso, depois de “aposentado”, o contêiner pode ser comercializado para compor construções de casas ou alojamentos, canteiros de obras, restaurantes, escritórios, lojas, refeitórios, depósito, entre outras funções. Ele só precisa ser tratado, customizado e adaptado para a nova finalidade. No caso de moradias, por exemplo, eles podem ser utilizados por mais 100 anos, já que não exigem tanta manutenção.

A Solventex disponibiliza sua linha de tinta industrial especial para a pintura e proteção de contêineres. No caso daqueles expostos a ambientes altamente agressivos, como os utilizados no transporte marítimo, os sistemas mais recomendáveis são os de pintura epóxi, poliuretano e acrílico. Eles oferecem proteção anticorrosiva e alta resistência física, química e a intempéries, entre outras vantagens.

Já para a pintura dos contêineres com finalidade urbana ou para ambientes de baixa agressividade, o produto primer acabamento da linha Dupla Função é ótima opção para proteção e embelezamento da estrutura, com a facilidade de aplicação em apenas uma etapa (2×1).

O uso desta linha garante um trabalho feito em menos tempo, com mais produtividade.

Tanto para o comércio marítimo quanto para outras finalidades, os contêineres chamam a atenção por serem sustentáveis. Afinal, além de uma vida útil prolongada, a utilização dessas estruturas gera uma quantidade de resíduo descartável muito menor se comparada às construções tradicionais de alvenaria.

Além do descarte no meio ambiente, os resíduos da construção também devem ser considerados na logística, que exige cuidados específicos para cada tipo de material.

pintura55

DICA:

COMO CALCULAR A QUANTIDADE CERTA DE TINTA?

DICA: Para realizar uma pintura

Dentre os primeiros passos que o pintor industrial / profissional precisa verificar antes de realizar um trabalho, um deles é calcular corretamente a quantidade certa de tinta que aquela superfície irá demandar. Esta verificação é necessária para evitar prejuízos com produtos que não serão utilizados imediatamente e, consequentemente, gastos desnecessários. Confira abaixo algumas dicas de como fazer o cálculo corretamente!

  • Primeiramente conheça os tamanhos das embalagens que o mercado oferece. A Solventex Tintas conta com quatro tipos padrões: ¼ de galão que corresponde a 900ml, galão 3,6 litros, lata 18 litros e o Tambor de 200 litros. (para produtos específicos, exemplo: tinta para imersão)
  •  Para pintura de paredes: Avalie o tamanho da área total que será pintada, medindo a largura e altura da superfície e multiplique-as para calcular o metro quadrado geral. Subtraia o espaço de possíveis janelas e portões usando o mesmo método.
  • Multiplique sua nova medida de metro quadrado total pelo número de demãos que serão necessárias – pelo menos duas. Divida este valor pelo número de m²/L indicados em sua lata de tinta. Isso dará o total de litros do produto necessários para o projeto.
  • Para pintura de pisos: medir a largura e o comprimento da superfície e multiplique-as para calcular o metro quadrado geral.
  • Pintura de estruturas metálicas: Se a estrutura metálica for em Arco, a medição será pela projeção do piso horizontal qualquer que seja sua forma ou inclinação, multiplicar por 1.3.
    Se estiver desmontada o calculo é realizado considerando a Espessura, Bitola, Peso por M2 e M2 por tonelada.
  • Pintura de Caixilhos de ferro, portões e grades de proteção, estruturas e passadiços, divisórias de chapas lisas , telas de proteção, medição pela área obtida (largura x altura ou comprimento) multiplicar por 2.

familia-primertex

LINHA PRIMERTEX

O PRIMER CORRETO PARA SUPERFÍCIES FERROSAS.

Ideais para metais ferrosos que estão sempre sujeitos à corrosão em ambientes internos e externos, a Linha Primertex da Solventex Tintas foi desenvolvida especialmente para proteger toda a superfície metálica.

Campeão de vendas, o Primer oferece excelente cobertura e durabilidade, além de fácil aplicação e secagem rápida. Está disponível no mercado nos acabamentos fosco, acetinado, semi-brilho e brilhante. Pode ser aplicado via pistola convencional, trincha ou rolo.

top_norsok

VOCÊ SABIA?

TINTA EPÓXI X POLIURETANO: QUAIS AS DIFERENÇAS

As tintas formuladas com resinas Epóxi e Poliuretano são produtos de qualidade superior, geralmente utilizados em ambientes onde se exige alta durabilidade e ótimo acabamento. Ambas são fornecidas em duas embalagens (bi componentes), uma contendo a base da tinta e a outra contendo o agente de cura/catalisador ou diluente, chamados de Parte A e Parte B, que devem ser misturados momentos antes do uso.

As tintas de base Poliuretano são de excelente resistência às intempéries, ou seja, à ação da radiação ultravioleta da luz solar e a imersão em águas e águas proveniente de chuvas. Já as tintas Epóxis são geralmente formuladas em alta espessura e utilizam uma variedade muito grande de resinas e polímeros. Sua escolha é feita em função do tipo de substrato, da forma de aplicação, do método de cura ou secagem, das especificações do cliente etc.

Por serem produtos específicos, o ideal é que se consulte sempre um especialista em pintura. Sua aplicação depende de mão de obra altamente especializada e que conheça bem os processos, sempre seguindo as instruções do fabricante.

passo a passo pintura estruturas metálicas

PASSO A PASSO PARA PINTURA DE ESTRUTURAS METÁLICAS

estrutura metálica

1.Preparação – O preparo da superfície varia de acordo com o substrato, mas, em geral, recomenda-se a lavagem com hidrojateamento de alta pressão para remover resíduos.

2.Seleção do produto – É preciso definir o tratamento que a estrutura metálica irá receber – retoque, pintura ou repintura – e a solução a ser utilizada: sistema Epoxi, PU, Alquídicos ou combinados Epoxi fundo e PU acrílico acabamento, por exemplo. Todas as informações das fichas técnicas e de segurança devem ser lidas com atenção.

3.Tinta fundo – Antes de aplicar o primer, o profissional deve sempre homogeneizar a tinta. Caso seja bi componente, misturar as duas partes e aguardar o tempo de indução. Diluir conforme recomendação técnica é o próximo passo. A espessura da camada muda conforme o produto e a agressividade do ambiente: em um local de baixa a média agressividade, recomenda-se espessura de 100 a 150 micrômetros.

4.Intervalo entre demãos – Depois da aplicação do primer é preciso esperar o intervalo entre demãos, conforme orientação técnica.

5.Acabamento – A aplicação da tinta de acabamento deve seguir cuidados com relação à homogeneização, ao tempo de indução e ao período de secagem. A proporção de diluição da tinta também deve ser condizente com o tipo de aplicação.

embalagem

SOLVENTEX TINTAS RENOVA TODAS AS EMBALAGENS

Para comemorar os mais de 50 anos de mercado, a Solventex Tintas reformulou sua linha de embalagens. Agora a fabricante apresenta ao mercado de tintas industriais toda a inovação de seus produtos também impressa em embalagens modernas e funcionais.

A Solventex disponibiliza mais de 30 produtos distribuídos em duas linhas: Industrial e Industrial Especial, com ampla cartela de cores para diversas aplicações. As soluções são voltadas para cerca de 20 segmentos da indústria, como manutenção e fabricação de máquinas agrícolas, usinas, estruturas metálicas, esquadrias de metal, caldeirarias, contêineres, plataformas elevatórias, pisos de alto fluxo e tráfego etc.

linha convertedora 200px

Solventex lança linha convertedora de ferrugem

Formulada com aditivos especiais, os produtos podem ser aplicados diretamente na superfície com ferrugem

Dois produtos fazem parte da nova Linha Convertedora de Ferrugem da Solventex Tintas: o Esmalte Sintético 3 em 1 e o Primer Convertedor de Ferrugem. Elaborada com aditivos especiais, o grande diferencial desta classe de produtos é que dispensa a remoção da oxidação por processo mecânico, bastando apenas eliminar as partes soltas com escova de aço.

O Primer tem dupla-função (interrompe a ferrugem e funciona como fundo). Disponível nas cores cinza e cinza claro em embalagem de 18L e 3,6L, o produto oferece grande poder de cobertura com excelente custo-benefício.

Com tripla-ação que interrompe a ferrugem, funciona como fundo e acabamento, o Esmalte Sintético 3 em 1 oferece secagem rápida, ótimo rendimento e acabamento e é indicado para qualquer superfície metálica e enferrujada. As cores disponíveis são cinza e cinza claro em embalagem de 18L e 3,6L.